Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 6 de abril de 2011

ECO-LIVRO DO MÊS DE ABRIL

TÍTULO: CONTOS DA DONA TERRA

AUTORES: Maria helena Henriques, M.ª José Moreno e A. M. Galopim de Carvalho

EDITORA:
Comissão Nacional da UNESCO e Câmara Municipal de
Cascais

RESUMO:
No presente livro apresentam-se os “Contos da Dona Terra”, uma colectânea de dez narrativas destinadas ao público infantil, que incluem apólogos e fábulas, com conteúdos inter-relacionáveis com as dez temáticas do Ano Internacional do Planeta Terra. Esta obra editada também em Braille e Mirandês, visa ajudar a compreender a dinâmica da Terra e apela à necessidade de respeitar o planeta e os seus recursos, como forma de alcançar um futuro mais sustentável.


Narrativas que integram os “Contos da Dona Terra” e respectivas sinopses

Dona Terra: A História do planeta, contada na primeira pessoa, dá conta da sua idade e do seu carácter dinâmico.

A escola de Mohs: Alguns minerais da Terra evocam as propriedades que detêm e que permitem a sua utilização em objectos de uso quotidiano.

Gota de água: Uma gota de água protagoniza várias aventuras que representam as mudanças de estado a que está constantemente sujeita.

As mil e uma espécies: O amor impossível entre dois indivíduos, que resulta do facto de pertencerem a espécies diferentes, com distintos habitats.

Fogo que arde e não se vê: Um vulcão, aparentemente extinto, um dia revolta-se contra a excessiva ocupação humana nas suas vertentes e entra em erupção, lançando o pânico nas redondezas.

Dom Plástico: Peripécias de um banal saco de plástico de supermercado que, por ter nascido em berço de ouro negro, exige tratamento condigno e ambientalmente seguro.
Uma folha de papel, ao ser reutilizada, volta ao bosque em que viveu a árvore.

Diálogos de papel: que lhe deu origem, onde reencontra e dialoga com a sua amiga de infância.

Megaspirina: Um comprimido, entre deambulações numa farmácia e pesquisas na internet, acaba por descobrir que é um descendente sintético do reino vegetal.

O vidro e a areia: Três recipientes de vidro discutem a sua origem remota a partir da fusão do quartzo.

Um papagaio no Galinheiro: Um papagaio aparece num galinheiro e espanta todas as aves ao defender o seu parentesco com os dinossáurios, a partir dos quais todas as aves evoluíram.



Procura o livro na Biblioteca Manuel Alegre e consulta-o - COTA: 82-93 HEN (Literatura Infantil e Juvenil).

terça-feira, 5 de abril de 2011

Preservação do Ambiente e Reciclagem - Turma do 4º A

Trabalho do 4º A, do Centro Educativo, para o Jornal
-Professora Fernanda Silva


Jornal-turma 4ºA - Centro Educativo de Miranda do Corvo